Mostrando postagens com marcador Valorização de Imóveis. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Valorização de Imóveis. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Estacionamentos ficam mais caros devido a valorização dos imóveis

Os motoristas sentem no bolso o efeito da valorização dos imóveis nos centros urbanos do Brasil. Quem estaciona o veículo em uma dessas regiões, paga cada vez mais. Geralmente, os imóveis dos estacionamentos são locados. O aumento do valor do metro quadrado reflete nos alugueis e, consequentemente, nos estacionamentos.

Segundo pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2012, nas regiões metropolitanas o aumento médio dos estacionamentos foi de 9,33%, valor superior a inflação do mesmo período, 5,78%. Nas capitais, o salto foi maior em Belo Horizonte (12,58%) e em São Paulo (10,88%).

Quem trabalha no setor afirma que “O aluguel é muito representativo no orçamento deste tipo de negócio, e não existe outra atividade que pague tanto em locação quanto os estacionamentos”, declara o diretor da Multipark, Sérgio Morad, em entrevista ao portal Terra.

Sobre o futuro dos estacionamentos, com a valorização imobiliária vale mais a penas construir no terreno. As empresas estão migrando para os estacionamentos em prédios comerciais. A tendência é que os terrenos sejam cada vez menos usados para essa finalidade.

A população busca outra saídas para não deixar os veículos nesses locais. Em Curitiba, existe o Estacionamento Regulamento (Estar), o sistema garante a rotatividade de veículos nos estacionamentos públicos do centro da cidade. O Estar impede que um mesmo carro ocupe uma vaga o dia inteiro, sob pena de multa. Isso faz com que o número de veículos beneficiados seja maior, diminuindo (um pouco) a procura pelos estacionamentos privados.

De fato, ninguém sai de casa para ir em um estacionamento, mas sim em função do trabalho, do estudo, do comércio, entre outros. Quem vai nesses locais precisa estacionar, por isso, sempre existirá uma grande procura por esse serviço.

Fonte: Fórum Imobiliário